Peru com cogumelos shitaki


Lembro-me quando engravidei de pensar e agora como vai ser? O caril, o leite de coco a raclette... será que vamos deixar de comer estas coisas por causa do bebé? É que eu não sou pessoa de andar a fazer comida em separado, na realidade é uma coisa que me tira do sério! Como foi o meu primeiro filho segui tudo o que a pediatra disse à regra! Dei a primeira sopa com os ingredientes que tinha de dar, iogurte quando tinha de dar e fiz tudo certinho, inicialmente até pesava todos os ingredientes, confesso que sou um bocadinho obsessiva no que toca a regras. Tenho a sorte da pediatra dele ser uma pessoa super descontraída e acho que em parte foi isso que me ajudou bastante na introdução alimentar. Quem já passou pelo mesmo, sabe que o primeiro filho é sempre uma novidade em tudo e principalmente quando deixam de beber só o leite materno.

Na segunda consulta depois de começar a comer a sopa comecei eu também a descontrair e até perguntei à pediatra se poderia juntar um pouco de manjericão ou coentros só para dar um gosto extra à sopa, fiz e ele adorou! Lá para os 10 meses tive luz verde para lhe começar a dar um pouco da nossa comida, assim num pratinho pequeno só para ele ir comendo com as próprias mãos enquanto nós também comíamos a nossa, um pouco para ele ganhar o gosto e não ter aquele choque dos 12 meses em que já podem comer de tudo. Na altura perguntei à médica, mas nossa comida como? Caril, risotto e coisas com especiarias? Porque é isso que se come cá em casa... Para meu espanto ela disse, sim! Tudo o que vocês comem, excepto comida com demasiado picante e os fritos, claro! A partir daí, tudo o que nós comemos ele come. Nunca fiz comida especialmente só para ele, ou talvez tenha feito quando apanhou aquelas pequenas diarreias no colégio. Fritos em casa nunca fazemos, a raclette não gosto muito de dar porque acho o queijo muito gordo, mas claro que já provou e adorou! Coincidência ou não, ele come de tudo agora e sozinho, a fruta é que às vezes faz birras, porque por ele comia bananas todos os dias, nisso saí mesmo à mãe :)

Aqui vai uma receita que costumo fazer cá em casa para todos, espero que gostem.


. Receita para 2 pessoas e 1 bebé . 

Ingredientes:
250 gr de peito de peru aos cubos
1/2 cebola grande
2 dentes de alho
1 talo de funcho (tamanho do dedo polegar)
180 gr de cogumelos shitaki
120 ml de de leite de coco bio
1 pitada de coentros em pó
sal q.b.
pimenta preta q.b.
azeite q.b.
aneto q.b.

Comece por colocar um fio de azeite numa panela e deixe aquecer bem, junte a carne e deixe fritar uns minutos. De seguida adicione a cebola, o alho e o funcho cortados em pedaços bem pequenos e deixe refogar mais uns minutos, tempere a carne com o sal, a pimenta e os coentros em pó. Envolva tudo muito bem, adicione o leite de coco e deixe cozinhar uns minutos com a tampa da panela fechada.

Uns quatro minutos antes de desligar o lume, junte os cogumelos envolvendo delicadamente e de seguida polvilhe com a rama do aneto.

Sirva com um arroz basmati branco ou uma batatas cozidas



1 comentário:

  1. Que giro :)
    Concordo que fazer duas comidas separadas é um disparate!
    Mas é giro ele comer caril de pequenino! :) Mas é de pequenino que se torce o pepino!!
    As bananas são doces! É normal!
    O meu primo é com maçãs e pêras! O resto às vezes dá para fazer birras também! Nada que com o tempo não passe :)
    Quanto ao peru está maravilhoso! Vou guardar a receita.
    Um beijinho

    ResponderEliminar